sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Apaixonada por um baladeiro



Você foi para a boate solteira e muito bem arrumada com o intuito de se divertir, independente de conhecer alguém. Afinal, você acha que o estilo baladeiro não é exatamente o melhor par, já que esse tipo não gosta de relacionamento sério e foge de compromisso.

Mas como qualquer ser humano você não pode mandar em seu coração. Supondo que na boate um rapaz te chamou a atenção e você começam a conversar. Chegaram a trocar telefone e ficaram de se falar novamente, mas você não levou fé nesse possível relacionamento. O problema é que agora ele não sai da sua cabeça.

Dentro de você, dois sentimentos opostos parecem disputar. Um lado diz que o rapaz era superinteressante e que vocês poderiam ter um futuro juntos; o outro diz que isso é loucura e que homens que frequentam esse lugar não querem um relacionamento sério. E agora, como solucionar esse problema? O que fazer quando você se dá conta de que está perdidamente apaixonada por um baladeiro? 

Em primeiro lugar, quem disse que o fato do rapaz estar na balada faz com que ele seja rotulado de baladeiro? Você também estava lá, lembra? Ele também poderia olhar para você e não querer se relacionar com uma mulher baladeira, certo? Antes de qualquer coisa, tente não pré-julgar alguém que você acabou de conhecer. Outra coisa importante é que nós, mulheres, antecipamos as coisas quando elas nem começaram a acontecer. Muitas mal acabaram de conhecer o rapaz e já estão pensando no bairro onde vão morar e a data do casamento. Quando conhecem o tal homem na boate, já imaginam que ele não quer uma relação séria e não vai assumir compromisso. Minha sugestão é que você tenha calma e dê um passo de cada vez. É natural querermos saber logo qual será o final da história, mas nem tudo nessa vida é previsível e tem coisas que só o tempo é capaz de mostrar.


Finalmente uma dica de ouro que vale para esta e qualquer outra situação que envolva relacionamentos: siga sempre seus sentimentos. Parece óbvio, mas é muito comum nos esquecermos disso quando estamos com alguém. Normalmente estamos loucas para ligar, puxar assunto, mostrar interesse e sair novamente, mas a razão nos impede de seguir esse impulso. Se você não para de pensar no tal baladeiro, ainda mais quando seu coração bate mais forte ao ouvir a voz dele. Arrisque, experimente. Não deixe que seus argumentos racionais ou suas experiências anteriores ditem sua maneira de agir.


Fonte

Beijos

Um comentário:

Fernando disse...

Olá Jes
Se apaixonar sempre será algo perigoso e que envolve riscos. Ainda mais numa balada em que as pessoas geralmente não estão ali para isso. Mas é difícil discutir quando o coração bate forte né rs. Aí tem que assumir os riscos.
bjsss
Blog Fernu Fala II
Siga no Twitter